Que cor prevalece na tua aura?

cor da aura

É possível descobrir cores na aura, pela data de nascimento? Desde que nascemos que somos energia e, assim, como temos uma personalidade característica, também temos uma aura com uma tendência própria, que é parte integrante do nosso Ser.

As cores da aura são como as cores do arco-íris. Quando olhamos o céu, aparentemente contamos com meia dúzia de cores principais mas, não podemos esquecer que existem infinitas tonalidades nas quais, às vezes, se  destaca uma que parece que vibra mais nos nossos olhos.

Assim são também as cores da aura, há tonalidades que se evidenciam mais em certos momentos ou fases do nosso dia-a-dia. Mas existem tendências que acabam por gerar e fazer prevalecer certos padrões. É como a cor dos olhos em que se distingue uma cor que é a  predominante.

Qual é a cor predominante da tua aura? Este método baseia-se numa tradição da filosofia iogue que associa a data de nascimento a determinada área e chakra do Ser humano.  Estes  cálculos baseiam-se na vibração astrológica, no momento do nascimento.

O cálculo dessa cor é simples. Basta escrever a data de nascimento (por exemplo, 7 de Abril de 1980 = 7-4-1980) e somar os respetivos algarismos (7+4+1+9+8+0 = 29) voltando a somar estes 2 algarismos (2+9 = 11) e voltando ainda a somar outra vez os dois dígitos finais, vamos obter um único algarismo  (1+1 = 2).

Neste exemplo, obtivemos o número 2,  que seria o número cósmico. Com esse número, vamos à lista de cores, e , neste caso, encontraríamos a cor laranja (que está associada ao chakra do plexo do sacro) e lemos os traços básico associados a esse número, que estarão presentes ao longo da existência desta pessoa.

Depois de calculares o teu número cósmico, verifica na lista que se segue, a cor mais influente da tua aura e os traços de personalidade que lhe correspondem. Repara que esta listagem está escrita com um texto muito sintético. É intencional porque os exemplos e as associações poderiam multiplicar-se e, se fôssemos a exemplificar, teríamos um texto gigante.

Por exemplo, no perfil cósmico 2, lê-se “Serviço”, isto significa que há um propósito de vida de gostar de ajudar, de ser simpático e prestável, ao ponto de, às vezes, colocar os seus próprios interesses em causa para ajudar outra pessoa… Mas isto é apenas um exemplo.

Para uma leitura mais proveitosa, para cada palavra, imagina algumas situações correntes, de acordo com o teu próprio contexto de vida.

cores aura

Lista de números cósmicos

# 1 – Aura de cor vermelha

Pessoas diretas e que fazem tudo com grande paixão. Concentração focada. Obtenção de metas. Ação e aventura. Independência. Originalidade. Coragem. Invenção. Líder. Autoconfiante. Ambição. Pioneiro. Vontade. Mente Consciente. Positivo.

# 2 – Aura de cor laranja

Dualidade. Sabe distinguir e separar. Polaridade. Escolha. Gestação. Cooperação. Serviço. Harmonia. Espera. Diplomacia. Paciência. Psíquico. Intuição. Adaptável. Empatia. Parceria. Mediador. Comparação. Escuta e dá apoio. Auxiliar. Coleta. Reprodução. Harmonizador de Opostos. Memória Subconsciente. Positivo e Negativo. Sensibilidade aos problemas dos outros.

# 3  – Aura de cor amarela

Trindade. União do Divino e Humano. Manifestação. Positivo. Negativo e Neutro. Equilíbrio. Saúde mental. Expressão. Mente Subconsciente. Imaginação. Criativo. Otimista. Entusiasmo. Expressivo. Encantador. Humor. Diversão. Atraente. Amigável. Não se dão com pessoas apáticas.

# 4 – Aura de cor verde

Calmo e tranquilo. Prático. Ordeiro. Paciente. Lógico. Sonho e criatividade. Trabalhador. Leal. Construtor. Firme. Moderado. Responsável. Faz planos. Materialmente criativo. Poupado. Temperado. Por vezes precisa de “espaço” para organizar e desenvolver as suas ideias.

# 5 – Aura de cor azul

Aventura. Mudança. Liberdade. Exploração de caminhos. Variedade de experiências. Sensualidade. Não gosta de vínculos. Curioso. Altos e baixos. Muitos conhecimentos. Viajante real ou imaginário. Sabe contar histórias. Imaginação. Infantil. Brincalhão. Sincero e amigável. Às vezes depressão.

# 6 – Aura de cor azul índigo

Harmonia. Beleza. Carinho. Amor. Casamento. Família. Responsabilidade. Compreensão. Simpatia. Facilidade em convencer os outros. Cura. Empatia. Visionário. Perfeccionista. Ordem. Dever. Conforto. Serviço.

# 7 – Aura de cor violeta clara

Filósofo. Sábio. Reservado. Inventor. Firme. Contemplativo. Indiferente. Profundo pensador. Introspetivo. Espiritual. Fé. Esotérico. Exótico. Fora do comum. Oculto. Procura a sua perfeição. Contradições. Vive noutro “mundo”. Enigmas.

# 8 – Aura de cor branca

Equilíbrio entre o material e o espiritual. Fé. Conquista. Abundância. Operacional. Força. Autodisciplina. Poder. Sucesso. Autoridade. Sabe captar o potencial dos outros. Empreendedor. Intensidade. Supervisor. Fornecedor. Grandeza. Capacidade para a ação.

# 9 – Aura de cor branca translúcida

Humanitário. Compassivo. Romântico. Altruísta. Generoso. Filantrópico. Amoroso. Sábio. Idealista. Mestre espiritual. Artista. Curador espiritual. Não liga às leis deste mundo e vive de acordo com a sua consciência. Tem a sabedoria necessária para ter um pé neste mundo e outro pé numa outra dimensão.

Explore mais

Visualizar e interpretar as cores da aura

Calatonia, o toque da cura

Função e bloqueio dos centros de energia (chakras)

Leitura complementar
Colors of the Aura and Their Meanings: A Comprehensive Guide

 

Aura e radiação luminosa

aura

A propósito da aura humana e das cores que emite, uma nova experiência científica foi levada a efeito e, de facto, constata-se que a nossa natureza compreende mais do que um corpo formado por átomos e moléculas. Também somos seres de luz. O corpo humano projeta fotões que, quer naturalmente, quer de forma intencional, podem modular processos fundamentais na comunicação celular, com os outros seres.

Na verdade, o corpo humano emite biofotões, também conhecidos como emissões de fotõess ultrafracos (UPE), com uma visibilidade 1000 vezes menor do que a sensibilidade do nosso olho, ou seja, impossíveis de observar, a não ser com o auxílio de tecnologia muito sofisticada. Embora não sendo visíveis, essas partículas de luz são parte do espectro energético que rodeia o nosso corpo.
experiência com biofotões
Os olhos físicos e mentais emitem luz
O próprio olho, que é continuamente exposto aos fotões poderosos que passam por vários tecidos oculares, emitem emissões espontâneas e visíveis de fotões induzidas pela luz. Estas emissões de luz também têm sido associadas com o metabolismo energético cerebral. A hipótese de Bókkon sugere que os fotões libertados, a partir de processos químicos dentro do cérebro, produzem imagens biofísicas durante o processo de  imaginação. Um estudo recente, descobriu que, quando os indivíduos imaginaram luz ativamente num ambiente escuro, a sua intenção produziu aumentos significativos nas emissões energéticas de fotões ultrafracos.
 
olho

Emissões de biofotões e os ciclos solares e lunares

Parece que a ciência está a confirmar a capacidade do corpo humano receber e emitir energia, diretamente da luz emitida pelo Sol. Há também uma crescente perceção de que o Sol e a Lua afetam as emissões de biofotões, por meio da influência da gravidade.

A intenção enquanto força transformadora

A própria intenção humana, pode ter uma influência sobre os biofotões. Um artigo publicado na revista “Investigación Clinica” intitulado “A evidência sobre o poder da intenção” abordou esta ligação:
A intenção é definida como um pensamento dirigido para realizar uma determinada ação. Os pensamentos intensamente focados (também, por vezes, denominados formas-pensamento) podem interagir praticamente com todos os seres vivos. A emissão de partículas de luz (biofotões) parece ser o mecanismo através do qual a intenção produz estes efeitos. Todos os organismos vivos emitem uma corrente constante de fotões como meio de comunicação, dirigindo sinais instantâneos de uma parte do corpo para outra e para o mundo exterior.
A intenção direta manifesta-se como uma energia capaz de produzir um fluxo ordenado de fotões. As nossas intenções parecem operar frequências coerentes que conseguem alterar a estrutura molecular da matéria. Para a intenção ser eficaz, é necessário escolher o momento adequado. De facto, parece existir uma sintonia biológica que sincroniza os seres vivos e a energia da Terra, criando um relógio que define um biorritmo próprio para as ações serem mais eficazes.
Os casos de curas espontâneas ou de cura remota de pacientes doentes representam episódios de um intenso propósito operacional sobre as doenças. A intenção de curar, bem como a certeza da pessoa doente sobre a eficácia das influências de cura, promovem realmente a sua cura.
Pode-se afirmar que, os avanços da ciência, vão permitindo entender práticas que já existem há muito tempo, ainda que de forma intuitiva e empírica. Os estudos sobre o pensamento e a consciência estão a emergir como aspectos fundamentais, em áreas como a Biologia e a Medicina.
Referência: https://l.facebook.com/l.php?u=https%3A%2F%2Fwww.livescience.com%2F7799-strange-humans-glow-visible-light.html&h=ATPoY06p8H6lFoQM9dkdoRR82TjoUrTFTERS56CeL5Jqhc0iZmRcXYvbONnrMntHLuQ1USzDvxOMG8sn9IJdbK3AAqVdgesMUUubZuIVL3oPpqxvqcTRhFBinEHnteGlwBzeWPCKv48Yw_75JqaZzQA5-dhd
espiral

As cores da aura

cores da aura

É do conhecimento científico que o nosso corpo é um gerador de impulsos elétricos que podem ser quantificados. Esse campo energético mais subtil pode ser percepcionado por pessoas sensíveis e tem o nome de aura.

O que é a aura?

A aura é uma essência subtil que emana dos corpos dos seres vivos e das plantas. A aura acompanha-nos, como uma nuvem flutuante, para todos os lugares onde vamos. Em termos vibracionais, a aura de cada pessoa possui uma frequência que funciona como as leis do magnetismo. Assim, é natural que sintamos atração por certas pessoas que estão em sintonia vibracional e, nesse caso, a aproximação provoca um envolvimento e um sentimento de bem-estar associado à luz e à serenidade. Com outras pessoas, pelo contrário, gera-se uma desagradável sensação de saturação e agitação, como se estivessem a sugar a nossa energia e, nesse caso, a tendência é para um afastamento.

Estes fenómenos demonstram o poder que a aura possui em termos de comunicação e, simultaneamente, aponta para o cuidado que devemos ter em manter uma esfera de boas vibrações à nossa volta.

Em qualquer pessoa, existe uma unidade entre o estado geral de corpo, da mente, da alma e do seu corpo vibratório. Estados de tensão e doença tornam-se visíveis na cor da aura, mesmo antes de se manifestarem fisicamente.

É possível ver a aura?

“Ver” as cores da aura e intuir o significado das suas cores pressupõe muito treino e experiência. No entanto, podemos experimentar alguns exercícios que podem predispor a sensibilidade para o espectro das cores da aura:

    • Técnica 1: usar uma cartolina de cor azul para olhar durante 5 minutos, evitando ao máximo piscar os olhos. De seguida, olhar para a pessoa visada, que deverá estar com um fundo branco por trás, por exemplo, uma parede. Deverá ver a imagem da aura dessa pessoa, ou seja, conseguir destacar determinados tons e cores.
    • Técnica 2: usar a intuição. Em frente à pessoa visada, dirigir e fixar o olhar num ponto intermédio, entre os olhos dessa pessoa. Contar até 5 e fechar os olhos por alguns segundos. Depois, fixar a atenção no alto da cabeça dessa pessoa. Contar até 5 novamente. Fechar os olhos e perguntar para si próprio: “Qual a cor ou cores da aura que vejo?”.

Hábitos que ajudam a manter bons ciclos de energia

    • Esteja atento à forma como permite sentimentos persistentes de negatividade (ciúme, raiva, ódio ou inveja) pois são fatores muito nefastos para o equilíbrio do campo energético. Investigue a razão de ser desses sentimentos. 
    • Evite situações de “stress” intenso, prolongado e frequente. Pratique exercício físico ou Yoga. 
    • Caminhe todos os dias, se possível de manhã cedo, (pelo menos 20 minutos). A luz do Sol da manhã é “especial” por ter frequências únicas a essa hora do dia. 
    • Cultive situações que ponham em destaque a sua natureza alegre. 
    • Faça um banho de água com sal marinho, pelo menos uma vez por mês (em baixo, explicamos esta importante técnica de purificação). 
    • Pratique meditação. Esta prática expande o seu Ser para dimensões espiritualmente elevadas. E se não gosta de estar parado, repare que pode meditar a caminhar! 
    • “Pentear” a aura. Trata-se de uma técnica quase que intuitiva e faz uso da energia concentrada nos seus dedos (ou de outra pessoa). Usando os dedos como um pente, deslize-os ao longo do seu corpo, desde a cabeça até aos pés. No final, as mãos deverão ser lavadas com água.
    • Finalmente, o banho de água e sal que é excelente para expandir a sua aura. Para fazer este banho corretamente, primeiro, tome um banho normal, tendo ao lado um balde com água morna e sal. De cócoras, entorne a água do balde sobre si, do pescoço para baixo, com ambas as mãos. Não é necessário pôr na cabeça. Também não há necessidade de esfregar a água e o sal, já que o banho não atua no corpo físico, mas sim no corpo subtil. Enquanto lança, lentamente, a água com sal sobre o seu corpo, foque a atenção nos chakras principais, permanecendo mais algum tempo em silêncio. A seguir, durante breves momentos, passe o corpo por água corrente. Seque-se com alguns batimentos feitos com a toalha sobre a pele. Vista-se, preferencialmente, com roupas claras.

As cores do campo energético

A aura, enquanto campo de luz e de radiações, tem uma cor, ou melhor, uma mistura de cores onde é possível distinguir tons dominantes.

Antes de mais, convém realçar que ninguém tem cores fixas na sua aura. Essas cores são muito variáveis ao longo do dia, e acompanham, naturalmente, muitos dos estados emotivos que experimentamos. O que podemos afirmar é que cada um de nós possui cores e tons dominantes, isto é, cores que são mais frequentes ou mais persistentes.

Atribuir significados às cores também pode conduzir a interpretações erradas. É muito importante considerar a vivacidade e a pureza da cor, assim como a sua tonalidade. De qualquer maneira, e com as ressalvas já apontadas, aí ficam alguns significados de cores básicas, assim como de algumas variantes.

homem mulher aura

VERMELHO

O vermelho vivo é sinal de dinamismo e personalidade magnética. O vermelho vivo, claro, é a cor dos grandes líderes. É frequente em pessoas com impulsos emocionais e biológicos mais fortes, especialmente nos mais jovens. O vermelho abundante na zona da cabeça pode apontar para autoridade abusiva e agressividade. Em combinação com outras cores, como o dourado, o azul, o lilás ou amarelo salpicado com vermelho, aponta para liderança no campo religioso.

Porém, como forma de nuvens, em todo o corpo, mostra uma personalidade forte, porém com crises de humor, às vezes com episódios de ganância e egoísmo. Centelhas de um vermelho intenso correspondem a estados de ansiedade. Um vermelho mais fraco, tendendo para um rosado, é indício de nervosismo. Um vermelho acastanhado, tipo mancha, num órgão do corpo, é um indício de um desequilíbrio grave nesse órgão que, se não for tratado, poderá resultar numa doença física complicada.

AZUL

De uma maneira geral, o azul é uma cor feliz, sugere paz, mas a complexidade está na tonalidade e nas misturas. De um modo geral, corresponde à criatividade e à forma como a pessoa se expressa e se empenha nos projetos em que se envolve. Quanto maior o brilho do azul, maior a energia que a pessoa é capaz de irradiar à sua volta.

A azul celeste, quando vivo, testemunha uma grande honestidade e um temperamento agradável.  O azul escuro aparece em pessoas trabalhadoras incansáveis, porém raramente aparece em toda a aura, é mais frequente na parte superior, próximo do chakra coronário.

A mistura com cinza perto da cabeça, denota falta de coragem e pessimismo. Quando esse cinza for para o amarelo, existe tendência para a desconfiança. A predominância de azul turvo ou embaciado assinala um medo, um receio interiorizado de uma ameaça, real ou imaginária. O azul pálido, está associado a alguém que interioriza em demasia e não se expressa por causa da sua timidez exagerada. Em ambas as situações, é frequente existir um distúrbio na tiroide ou outra zona da garganta.

AMARELO

Tons de amarelo são normais em todas as auras. Quanto mais viva for a cor do amarelo, maior a vivacidade de comunicação com os outros. O tom do amarelo pode variar, de acordo com o lugar onde a pessoa está. Um tom brilhante indica que o lugar é bom e que há harmonia com as pessoas com quem se está. O amarelo alaranjado denota espiritualidade, inspiração, despertar. É a cor da sabedoria e dos ideais.

Pelo contrário, o amarelo pálido, revela vacilação, bloqueios e, às vezes, ter “sonhado” demasiado alto e, mais tarde, cair na decepção e desânimo. Quanto mais próximo de um amarelo esbranquiçado, maior a tendência para a inatividade e a indecisão.

VERDE

O verde é a mistura do amarelo com o azul, ou seja, a atividade + vida espiritual, canalizada, de forma consciente ou inconsciente, para aqueles que nos são próximos. A cor verde fala da relação com a energia e com o universo. Fala das formas-pensamento que são geradas, espontaneamente, para canalizar energia para o bem de tudo e de todos, os que nos cercam. 

Nas pessoas que são “naturalmente terapeutas”, são evidentes flashes verdes muito brilhantes. Esse verde vivo corresponde ao desenvolvimento de um caminho interior que converge numa abertura para os outros, para os animais e para toda a Natureza.
O verde-Maçã, de um ponto de vista global, denota a capacidade de doação aos outros. É a cor das tendências para a cura, para a educação e, quando um azul celeste se junta a ele, a sinceridade e a autenticidade. O verde elétrico, quando se estende pelos braços, traz consigo a certeza da cura pela imposição das mãos.

Porém, quando o verde perde a força e fica pálido, junto com o amarelo descorado, temos os ciúmes, a inveja, a baixa autoestima e a ideia de que se é vítima de toda a gente. É um lado escuro, mas que pode corresponder a uma fase temporária.

VIOLETA

É uma das cores mais raras na fase atual da humanidade, pois é a cor da espiritualidade elevada. O azul e o vermelho na sua maior pureza produzem o violeta.

A cor violeta está associada a pessoas extraordinárias, que têm tanto de humano como de visionários, capazes de projetar caminhos elevados e inspiradores para os outros. Cativam e atraem com a sua visão libertadora. Por vezes, são seres que vivem de forma solitária, mas nunca estão sozinhos.

Quando salpicado de amarelo e violeta, denota alta intelectualidade e espiritualidade ao mesmo tempo. No entanto, salpicado de nuvens ou manchas cinzas, indicam um dom prejudicado pela falsa devoção, muito comum nas pessoas que exploram as crenças dos outros. Conforme a tonalidade do cinza, ou se até existir mais cinza do que violeta, geralmente pálida, poderá estar presente a ingenuidade e a crença fácil, um sinal de que os verdadeiros objetivos da vida estão a ser desviados por uma falsa espiritualidade.

LARANJA

O alaranjado é uma cor secundária, uma ramificação do vermelho. Em mistura com o amarelo denota autocontrole. No entanto, laranja e amarelo vivos, denotam um bom poder de persuasão e comunicação com os outros. Laranja com tendência para vermelho, denota uma pessoa ativa, prática, capaz de assumir uma liderança dinâmica de uma equipa.

Quando esse laranja se suja com castanho, haverá tendência para a preguiça. Salpicada com pontos de amarelo pálido, temos o desinteresse, e com o verde garrafa escuro, temos sentimentos de raiva e ressentimento, curiosamente associados a problemas genito-urinários e da esfera sexual.

ROSA

O rosa é sempre a cor da infância, da vontade de brincar, rir e de viver. É habitual ser encontrada em crianças e adolescentes. No entanto, visualizar uma aura rosa, em qualquer idade, pode ser uma manifestação muito saudável de uma pessoa alegre e contente, capaz de contagiar positivamente os outros com esses sentimentos.

Com misturas de vermelho é frequente a associação ao poder e, às vezes, a brincadeiras agressivas. Com misturas de amarelo pálido corresponde a uma personalidade ainda infantil.  Rosa com pontos de azul escuro, corresponde a sentimentos de medo e a bloqueios.

DOURADO

Os reflexos dourados indicam uma alma com um desenvolvimento psíquico superior, um vidente. Muito excecionalmente, encontram-se auras douradas com linhas de luz violeta em seres com uma conexão singular com as forças do Universo.

PRATEADO

A aura com predominância de tons de prateado aponta para alguém capaz de utilizar energia para transformar luz em raios que curam. Esses raios podem ser palavras, gestos, expressões, atitudes. São os meios ou canais por onde a cura passa. A pessoa com uma aura prateada consegue aumentar o seu poder pessoal ao ponto de poder limpar as mentes e as almas, para que a cura seja possível. Tem uma característica: é um Ser muito sensível e com o fim de desviar a atenção de si, o indivíduo de aura prateada torna-se uma espécie de camaleão, assimilando outras cores na sua aura, para se ocultar ou para se proteger, o que nem sempre lhe é favorável.

CINZA ESCURO

O cinza escuro está sempre associado a alguma doença ligeira ou a um estado temporário de cansaço, depressão, dores crónicas nas costas. O cinza escuro aponta para formas de estar enfadonhas, muitas vezes associadas a opções profissionais.

PRETO

O preto corresponde à não luz, o caos negativo do pensamento. Essas massas negras são raras e apontam para pessoas com energias destrutivas, principalmente autodestrutivas, com ideias de suicídio, pessoas a passarem por uma fase em que já não existem razões para viver. Estas pessoas, quando entram num processo corajoso de mudança, sozinhas ou com ajuda, podem conseguir uma radical metamorfose da sua existência e dar uma volta completa à sua vida.

BRANCO

O branco cristalino é o símbolo da pureza. No entanto, um branco sujo pode apontar para falta de ideias ou uma pessoa cronicamente insatisfeita, indisciplinada e “à deriva”.

espiral

cores da vida

Mensagem diária
de Luz
para o teu coração


Explore mais

Terapia da Aura e  a Apometria

Terapia Biodinâmica

Centros de Energia – Chakras