Medita com o som da tua vibração nativa

Esta meditação utiliza mantras que são sons, vibrações com a capacidade de levar a consciência de volta ao nível não manifesto de onde o espírito veio antes de nascer como ser material.

O regresso à matriz original tem o poder de restabelecer o equilíbrio e curar. Trata-se de restabelecer a ligação com o nosso eu, desapegado da matéria, do tempo e do espaço.

O som atrai a mente e a leva-a, sem esforço, a níveis mais subtis do processo de pensar, até qualquer pensamento se desvanecer. Nesse ponto dizemos que a mente transcendeu e tens acesso a algo inefável que está para além do plano consciente, que não se traduz em palavras, nem em pensamentos, nem em lógicas racionais. Esta meditação desperta a consciência do Além e resulta numa serenidade, poder e fé que serão poderosos na tua vida.

Como fazer?

Procura um local tranquilo. Podes meditar em qualquer lugar, mas é melhor um sítio sossegado. Em casa, numa divisão onde consigas algum tempo de privacidade ou ao ar livre, a fazer uma caminhada ou a descansar num local calmo.

Fica confortável. O conforto é muito importante durante a meditação. Não existe uma posição única; basta que te sintas confortável e relaxado. Não precisas de ficar sentado, de pernas cruzadas. Podes estar sentado numa cadeira ou no chão ou deitado. Também podes andar lentamente.

Relaxa progressivamente o corpo. Mantém a boca descontraída, lábios ligeiramente abertos. Respira de forma natural e calma. Evita ter o estômago cheio.

A meditação é feita em silêncio e de olhos fechados (quando possível), durante 7 a 30 minutos, duas vezes ao dia (quando possível), quando te levantas, pela manhã, e ao pôr do sol. Antes de começar a repetir mentalmente, e de forma muito lenta, o teu mantra pessoal, faz a ti próprio estas três perguntas: Quem sou eu? O que mais quero? Qual é o meu propósito nesta vida? Depois, não penses mais nestas perguntas. Relaxa e inicia o processo de mentalização de maneira suave.

Se a mente se desviar desse foco devido a barulhos, pensamentos, sentimentos, distrações do ambiente ou sensações no corpo, quando tiveres consciência disso, retoma o mantra e prossegue. No início ou em determinadas fases, é frequente haver muitas distrações e pensamentos parasitas.

A meditação requer disciplina apenas no início, para se criar o hábito. Depois torna-se numa fonte de prazer. Geralmente, os benefícios começam a aparecer depois de 21 dias de meditação diária (cerca de 3 semanas), quando uma regeneração profunda do teu Ser se começa a operar.

Pronuncia mentalmente a tua “vibração pessoal nativa” para conseguir uma meditação mais profunda. A “vibração nativa” é um som que resulta da combinação de variáveis como a hora, data e local de nascimento. Na sua falta podes utilizar o som “om” que contém uma vibração universal, compatível com a maior parte dos Seres. Também nos poderás contactar (através do formulário, em baixo) para que seja feito um pequeno estudo relativo ao mantra mais aconselhável, tendo em conta os teus dados pessoais.

Meditar em grupo

Meditar em grupo cria um potente fluxo coletivo de energia e é o melhor caminho para elevar a tua vibração interior, purificar os teus pensamentos e atrair tudo o que há de mais positivo para a tua vida. Sabe mais sobre a nossa meditação livre semanal. Contacta, através do formulário junto.

espiral

Escreva estes três algarismos: 141