Meditar com o som da sua vibração nativa

Nesta meditação, pretende-se alcançar a sintonia do Ser com a vibração infinita do Universo. Pausar o curso consciente dos pensamentos, criar silêncio. O silêncio cura. O silêncio cria. O silêncio é necessário para permitir aceder a mensagens inefáveis que estão para além do plano consciente, que não se traduzem em palavras, nem em pensamentos, nem em lógicas racionais. Meditar desperta a consciência do Além.

Como fazer?

Procure um local tranquilo. Pode meditar em qualquer lugar, mas é melhor um sítio sossegado. Se estiver em casa, tente fechar a porta da divisão onde se encontra; se não conseguir um espaço próprio, faça uma caminhada ou descanse durante uns minutos, num local calmo.

Fique confortável. O conforto é muito importante durante a meditação. Não existe uma posição correta; basta que se sinta relaxado. Não precisa de ficar sentado de pernas cruzadas. Pode estar sentado numa cadeira ou no chão ou deitado. Também pode andar lentamente. Em qualquer situação, esteja confortável.

Feche os olhos, se for possível. Se tiver os olhos abertos, concentre o olhar num ponto  à sua frente.

Relaxe progressivamente o corpo. Mantenha a boca descontraída, lábios ligeiramente abertos. Respire de uma forma natural e calma. Evite fazer meditação com o estômago cheio. Respire de uma forma natural e calma. Deixe a respiração estabilizar o seu corpo e intensificar o seu estado de quietude e relaxamento.

Pronuncie mentalmente a sua “vibração pessoal nativa” para conseguir uma meditação mais profunda. A “vibração nativa” é um som que resulta da combinação de variáveis como a hora, data e local de nascimento. Na sua falta pode utilizar o som “om” que contém uma vibração universal, compatível com a maior parte dos Seres. Também nos poderá contactar para que seja feito um pequeno estudo relativo ao som mais aconselhável, tendo em conta os seus dados pessoais.

Não seja apressado na forma como “entoa” mentalmente este som ou mantra. Sinta a vibração desse som, sinta o eco que provoca dentro de si até se dissolver lentamente no infinito. Faça um instante de silêncio e, depois, repita.

Não se preocupe com os pensamentos parasitas que naturalmente vão surgindo. Mantenha o seu propósito, continue sempre a pronunciar mentalmente o som do mantra.

O que pode acontecer enquanto medita

Dependendo do tempo de meditação, por vezes, o corpo “desaparece”, a mente “dissolve-se” e a consciência abre-se, expande-se e unifica-se com a consciência divina. É frequente ter uma perceção de unidade com o universo e transcender o tempo e o espaço. É como se fosse uma gota de água que se mistura com o oceano, onde o ego desaparece e se incorpora com o transcendente.

Quando meditar?

O tempo de meditação depende do tempo que tiver disponível e que se sinta confortável, entre 7 e 20 minutos. Muitas pessoas conseguem, facilmente, um pequeno espaço diário para uma meditação breve, de manhã ou no final do dia, antes de jantar. Há pessoas que o fazem 2 vezes por dia. A regularidade da meditação diária conduz a evidentes benefícios já descritos e demonstrados em muitos estudos: redução do stress crónico, diminuição da frequência cardíaca e da tensão arterial, melhoria do sistema imunitário e outros benefícios ao nível do sistema cardíaco e gastrointestinal. Em termos psicológicos, uma diminuição dos pensamentos obsessivos, melhoria do sono e uma mudança positiva no significado e na qualidade de vida.

Meditar em grupo

Meditar em grupo cria um potente fluxo coletivo de energia e é o melhor caminho para elevar a sua vibração interior, purificar os seus pensamentos e atrair tudo o que há de mais positivo para a sua vida. Saiba mais sobre a nossa meditação livre semanal. Contacte, preencha o formulário junto.